Páginas

QUE BANDO DE DEPUTADOS FROUXOS TEMOS NO PARANÁ – FOI PRÁ ISSO QUE O POVO OS ELEGEU??? PARA TEREM MEDO DO BIBINHO? OU OS DEPUTADOS TEM “O RABO PRESO” COM ELE? DEVEM ESTAR ENVOLVIDOS NA ROUBALHEIRA JUNTO COM O BIBINHO OU NÃO TERIAM MEDO E NÃO SE CALARIAM – POIS QUEM SE OMITE, É CONIVENTE E SENDO CONIVENTE, É TÃO SALAFRÁRIO QUANTO!

 

SILÊNCIO E TEMOR – (Poderiam perguntar aos Deputados porque eles tanto temem o LADRÃO DO DINHEIRO PÚBLICO? Que poder tem esse LADRÃO de perseguir? Mandar matar quem estiver contra ele ou abrir DOSSIÊS? Alguém tem a resposta que justifique esse temor todo em relação ao velhinho BIBINHO?) (por falar em Velhinho Bibinho, o filho dele que dirigia Bebado e matou quatro pessoas num acidente, será julgado quando? Ou o Velhinho Bibinho já deu um jeito de provar que a culpa foi dos quatro que morreram?)

Justus silencia e deputados evitam criticar Abib Miguel

 

Parlamentares temem fazer críticas abertas ao diretor-geral da Assembleia, suspeito de ter montado rede de apadrinhados

18/03/2010 | 00:05 | GUILHERME VOITCH

Parte do Texto da GAZETA DO POVO

A falta de uma posição oficial da mesa diretora evidencia o poder de Abib na Casa. Indicado para o cargo pelo ex-presidente da Assembleia Aníbal Khury (já falecido), Abib continuou como diretor-geral nas gestões dos dois presidente posteriores: Hermas Brandão e Nelson Justus. “Ele não cai assim fácil”, resumiu um dos parlamentares, que pediu sigilo.

Outro deputado diz que Abib não é uma unanimidade entre os parlamentares, mas que sua força política o mantém no cargo. Pelo diretor-geral passaria qualquer nomeação e exoneração da Assembleia. “Muitos aqui não concordam com a forma que ele lida com as coisas. Mas quem assumir essa declaração corre o risco de ver ele permanecer no cargo e acabar sendo perseguido”, complementou.

8 comentários:

Anônimo disse...

muito interessante os comentários, mas acho que ele é um dos laranjas do polvo, raposa, que tem guardadas toadas as informações da raposa velha, por isso que a corja da assembléia tem medo dele,....e, assim caminha a trapça, isso nunca vai mudar......porque são os homens desse pais,...que tal voces deixarem as mulheres cuidar disso tudo por certo isso estaria diferente,..bem diferente!!!

Anônimo disse...

Não deixemos que este escândalo da ALEP ofusque a Corja. Não fujamos do real objetivo deste blog. Só a título de curiosidade, os 5° e 6° Tabelionatos de Protesto de Curitiba foram criados durante seu segundo mandato na presidência, em 2003, com o objetivo de que um deles recaísse em suas mão... Isto é o que me foi dito por quem estava por dentro do assunto... Pois bem, foram criadas as serventias, foram realizados concursos de ingresso e remoção, o primeiro provido por um concursado que, diga-se de passagem, vem fazendo um excpecional trabalho, e o segundo provido pelo Fratti, mas ainda está sendo discutido entre ele e o Bacellar. O mais interessante é que o próprio Hermas cria o cartório, mas ele mesmo não consegue ser aprovado no concurso! Quanto incompetência e arrogância. Pelo menos vimos que ele deixou de dar pitacos no TJ...

Anônimo disse...

Tudo pode e deve mudar. Depende da conscientização de todos nós, que apesar de não sermos políticos, não termos altos cargos públicos, não frequentarmos o mesmo meio deles, não termos a mesma condição econômica e social e não termos ascendência ilustre, temos em nossos bolsos a chave para a mudança, ou seja, nosso título eleitoral. Nós, simples cidadãos não temos rabo preso com ninguém, não devemos favores a nenhum deles e não dependemos deles. Muito pelo contrário, são os políticos é que dependem de nós. Dependem de nossos votos. Dependem do dinheiro público que é arrecadado de nós através de impostos diversos. No momento que todos os cidadãos de bem que querem mudanças se derem conta disto, verão que quem verdadeiramente pode mandar na Assembléia e em outros órgãos preenchidos através de votação, somos nós. Se votamos, podemos escolher quem queremos. Escolhendo, podemos cobrar atuação. Cobrando atuação, conseguiremos cidadania. Quem não vota consciente ou vota em branco ou não acompanha a tragetória política do candidato que recebeu seu voto pode ser equiparado aos deputados que se calam, se omitem e são coniventes. Ao invés de cidadãos participativos e responsáveis tornam-se inertes sdalafrários. Consciência e atuação. Mudanças são fáceis. Dependem de cada um de nós.
Sem nossos votos, após as eleições o que os salafras poderão fazer? Poderão fazer o que quiserem, menos usufruir da máquina pública, e talvez até responder pelas irregularidades que cometeram e que poderão ser denunciadas por seus sucessores.

Anônimo disse...

ATENÇÃO - VOCE QUE ESTÁ LENDO ESTE BLOG, E NÃO CONCORDA COM O QUE NOSSOS POLÍTICOS FIZERAM E ESTÃO FAZENDO E AGORA ESTÁ SENDO DIVULGADO PELA IMPRENSA:
// VOTE CONSCIENTE ///
SEM SEU VOTO SALAFRA NÃO SE ELEGE NEM SE REELEGE.

Anônimo disse...

UMA CURIOSIDADE- COMO ESTÁ A SITUAÇÃO DO SEXTO PROTESTO DA CAPITAL? E DO DÉCIMO-SEGUNDO TABELIONATO /NOTAS? E DO DISTRITO PINHEIRINHO? E DO TÍTULOS E DOCUMENTOS DA CAPITAL ?

MARIA BONITA disse...

Ao Leitor e 'AJUDADOR" das 10:12 (20 minutos atrás)
Não publico mas agradeço muito a informação.
Abraço.

Anônimo disse...

Maria esse Bibinho Miguel é parente do Des. Abraão Miguel ?

Anônimo disse...

E mais uma indagação, este Bibinho Miguel ainda é do tempo do Anibal Curi? Daquele época em que era o Anibal que também mandava no Judiciário, em especial no tocante a nomeações para Cartórios e indicação de Juízes para Varas de Fazenda Pública, Falências, etc?