Páginas

Imagino a saudades que os justos sentem dessa época…..

Anônimo disse...

A seriedade da anoreg acabou há 12 ou 15 anos, no mesmo período de transição da “Era Globalizada”.
O Advento da informatização serviu de justificativa para afastar o contato físico, e restringir-se ao contato do telefone, de fax, do e-mail e agora de novas tecnologias de comunicação.
Este fato promove a mentira, a frieza das palavras, a falta de entonação de colocação das palavras, de modo a atenuá-las ou de modo a fortalecê-las.
Nas antigas da ANOREG, aquilo que atualmente é praxe de humilhação para os cartorários nas sessões do colendo conselho da magistratura – jamais existiria.
Porque havia honra respeito e decência no tratamento de magistrados para servidores.
Apontem quando, por exemplo, O Des. Athos seria capaz de corrigir um cartorário, mesmo com sua maneira particular de falar [“maneirrra parrticularrr}. Certamente como bom líder, a educação em primeiro lugar, o convidaria para certar conversas, sem lhe tirar autoridade. Hoje um assessor de M, passa a mão no telefone e se quer passar pela pessoa mais importante e mais poderosa da Justiça, quando quer falar com um cartorário.
A anoreg mudou quando virou trampolim de campanha de exibicionismo. Tanto quanto diretores de clubes sociais, como políticos de quinta categoria, necessitam de obras, placas e cargos para fortalecer seus egos. A anoreg se inflou de pavões, que queriam ser uns mais belos que os outros, cuja sala não cabiam suas poses.
A resposta para isso foi o natural afastamento daqueles que sabiam e faziam as coisas acontecerem.
A propósito, quantos cartorários fazem parte de clubes sociais no Paraná?
Retornando à Anoreg, quando a anoreg esteve ao lado de um servidor, fornecendo apoio ou o acompanhando no Conselho da Magistratura ou no Órgão Especial?
Por que em julgamentos de magistrados restringe-se a platéia – e a torna secreta?
Por que em julgamentos de tabeliães não restringe-se a platéia – e não a torna secreta?
São seres diferentes? Corvo não come corvo!?
Porque no conselho da magistratura, não existe um representante da anoreg?
Como integrante com cadeira plena.
Por que mesmo ao cartorário punido a anoreg não procurou o serventuário em apoio, e orientação para que novas ações e novas práticas fossem adotadas para auxiliar esta serventia e evitar que a mesma fosse punida novamente?
Quem foram os desbravadores da anoreg, e quem são seus integrantes hoje, comparem estes nomes aos nomes de participação em diretorias dos clubes sociais do Paraná. [está tudo na internet – relacionem o clube e procurem as diretorias, ou vejam no editorial de suas revistas restritas.]
Num clube, as pessoas vão para o lazer, na Anoreg, deveria ser para trabalhar em prol da classe.

18 Junho, 2010 17:14

Excluir

Anônimo Anônimo disse...

Mais uma história divertida dos tempos passados e saudosos: Tanto o Viana, como o Nogueira, o Joãozinho e o Domingos possuiam filhos cursando o ginásio, e se reuniam ainda no Cajurú,aonde depois foi instalada uma funerária(isto antes da sede da Marechal Deodoro, 252). E como estavam sempre com pressa, pois tinham que resolver os assuntos e voltar para suas casas,e ainda trabalhar a frente de seus cartorios, passavam "castigos" para os filhos. Ou seja, os filhos destes tinham que copiar a mão e a maquina atas, estatutos,etc., bem como datilografar ofícios e comunicados para mandar pelo Correio para várias Cidades, às vezes em até 5 ou 6 vias carbonadas de cada vez, até juntar no mínimo umas 50 ou 60 vias iguais de cada e sem erros. A xerox ainda não era uma coisa tão acessivel assim, que todos tivessem a mão, enquanto que filhos, estes eram mais fáceis de achar e chamar, e faziam o trabalho gratuitamente, segundo os pais , para aprender bater máquina e treinar a caligrafia. Não dá nem para comparar com os dias de hoje!

18 Junho, 2010 17:15

33 comentários:

Anônimo disse...

E afinal Tia, a senhora sabe aonde andam hoje estas pessoas citadas como membros da antiga Assejepar? Se alguém souber, avise. Algum deles ainda faz parte ou frequenta reuniões de alguma entidade de classe? Falo de Viana, Joãozinho Lazaroto,Domingos Garcia Dias, Lenir,Nogueira,Patricia,Chiquinho,e outros.

Anônimo disse...

E houve uma vez que um dos cartorários compareceu a uma reunião com a "patroa" a tiracolo. Senhora de hábitos simples, dona de casa prendada, mãos de fada na cozinha, mas infelizmente pouco ou nenhum estudo. E o marido, meio constrangido falou que a esposa também iria asinar a ata e participar da reunião. Lhe deram boas vindas e perguntaram: Dona (não vou citar o nome) agora está também ajudando o marido no Cartório, já que os filhos estão maiores. E ela muito rápida: De Cartório e de documento eu não entendo nada, mas eu sei o que é certo e o que é errado, e vim ver do que se trata "nessas ronião" para saber o que meu marido anda fazendo. Depois de terminada a reunião, nenhum comentário por parte da senhora. Porém, na próxima lá aparece o maridão sozinho. Disse ele: A patroa viu o que que é e me liberou. Sinal que estava "tudo certo".-

Anônimo disse...

OS ATUAIS INTEGRANTES DA CHAPA DA ANOREG, COM POUQUISSIMAS EXCEÇÕES, SÃO FILHOS OU FAMILIARES DOS CHAMADOS NA ÉPOCA DA VELHA ASSEJEPAR DE PRIMOS RICOS.UM OU OUTRO MAIS VELHO JÁ ERA NA ÉPOCA UM PRIMO RICO. E OLHA QUE FORAM ELES QUE CRIARAM ESTA TERMINOLOGIA PARA DIFERENCIAR CARTORARIOS EM DUAS CLASSES SOCIAIS- A DOS PRIMOS POBRES E A DOS PRIMOS RICOS.

Anônimo disse...

tINHA AINDA A dONA DILA, CABELEREIRA, CASADA COM O jOÃOZINHO, QUE SEMPRE TINHA QUE AUMENTAR A JANTA PARA RECEBER UM CONVIDADO DE ÚLTIMA HORA, QUE TINHA VINDO PARA A CAPITAL PARA RESOLVER ALGUMA QUESTÃO NO TRIBUNAL, OU APENAS PARA TROCAR IDÉIAS DE SERVIÇO OU FAZER VISITA. COMO COZINHAVA BEM AQUELA MULHER. E QUE CAPACIDADE DE IMPROVISAR RÁPIDO UM AUMENTO DE COMIDA PARA AS REFEIÇÕES.E OLHA QUE ELA NÃO ENTENDIA NADA DE CARTORIO, E MESMO ASSIM NUNCA RECLAMOU E NEM FEZ CARA FEIA POR COZINHAR DEPOIS DE TRABALHAR O DIA INTEIRO E AINDA EMPRESTAR SUA MODESTA CASA, QUE ERA DE FUNDOS, NA BEIRA DA LINHA DO TREM QUE IA PARA TAMANDARÉ,E CUJA MESA QUE USAVAMOS PARA CONVERSAR E ABRIR PAPÉIS ERA A MESMA EM QUE ERA SERVIDA A REFEIÇÃO.

Anônimo disse...

e tinha ainda a dona olimpia, casada com o joaquim viana pereira de engenheiro beltrão, que sempre muito prestativa também nunca se negava a servir um saboroso almoço aos amigos do marido, e como na época as estradas da região não eram todas pavimentadas, sempre se lembrava de oferecer pernoite, dizendo que já desocuparia um dos filhos do quarto. a casa de dona olimpia, pintada de azul bem vivo, chão de caquinhos muito bem encerados, também estava sempre de portas abertas aos cartorários.

Anônimo disse...

Achei interessante estes dizeres, lembrei-me de doutores e dotores, ambos podendo ser abreviados como Dr.:
"OS TÍTULOS SÃO PARA A SOCIEDADE,ASSIM COMO O CASCO É PARA A TARTARUGA.
QUANDO O HOMEM SE SENTIR AMEAÇADO,PODE SE ESCONDER NELE"
Vinícius Queiroz.

Anônimo disse...

TIA - NESTA ÉPOCA DA ANTIGA ASEJEPAR A TIA JÁ TRABALHAVA EM CARTÓRIO? LEMBRA DE ALGUMA HISTÓRIA INTERESSANTE PARA NOS CONTAR? A TIA TAMBÉM IA EM ALGUMA EUNIÃO? COMO ERA? A TIA FOI EM ALGUMA REUNIÃO DA NOVA ASEJEPAR? EXISTEM MUITAS DIFERENÇAS?

Anônimo disse...

UM FATO QUE LEMBREI E ME CHAMOU A ATENÇÃO. NOS ENCONTROS DE MAIS DE DUAS DÉCADAS ATRÁS NÃO ME RECORDO DE OUVIR ALGUÉM CITAR O NOME DO DEPUTADO ANIBAL CURI, APESAR DE TODOS SABERMOS QUE ERA ELE QUE ARRANJAVA E CONTROLAVA MUITOS CARTÓRIOS NO PARANÁ. A BONITINHA SABE EXPLICAR ISTO? OS PRIMEIROS NÃO CONHECIAM O ANIBAL, OU MELHOR, NÃO DEPENDIAM DELE?

Mariá disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mariá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Tia, é verdade que os cartorarios sonegam muito imposto?não é a primeira vez que escuto falar isso! A declaração deles não é investigada? A receita nunca fiscalizou? Me disseram que essa chapada anoreg é boa na tal da sonegação...

Maria Bonita disse...

Quem quiser usar esse espaçao para comentar, denunciar contar, sinta-se à vontade....e se não quiser se identificar, sinta-se a vontade prá isso também!

Anônimo disse...

A Anoreg realmente mudou, mudou principalmente quando acolheu em sua diretoria Alvaro de Quadros Neto, que, como em tudo do que participa, transformou aquele órgão em um covil de abutres, juntamente com os seus semelhantes.

Anônimo disse...

ao anônimo aí de cima é verdade sim, eles sonegam muito tem cartorario que sonega mais de 50 por cento do que arrecada. fica muito facil pois alem de receber só em dinheiro não tem ninguem fiscalizando o que de fato deveriam arrecadar. O codigo de normas diz q a correição deve ser anual, isso ocorre todo ano?na capital fiscalizam todo ano?cada um faz o que quer cobra o que quer e declara o que quer.já trabalhei em cartório e seu como funciona!!!!

Anônimo disse...

Falando em Anibal Curi, acho que todo mundo sabe como funcionava o esquema na sua época. A assembléia legislativa (na qual ele mandava), aprovava a criação de novas comarcas, com a criação abria-se vagas para juízes, promotores e cartórios. Para os medalhões do TJ ficavam as vagas de juizes e promotores, e para o Sr. Anibal Curi, os cartórios. Como todo o respeito, mas foi uma pena ele ter morrido tão tarde.

Maria Bonita disse...

Ok, vamos dar corda.
E-mail:
cartorios.dequemeram@gmail.com

Anônimo disse...

como gosto de passar meu tempo lendo este blog! sexta a noite, sem nada pra fazer! O que me resta? Ler este blog e tentar montar o quebra-cabeças. Sao tantas informações sem nexo que em conjunto viram uma história. Pena, triste, revoltante não ser ESTÓRIA.

Anônimo disse...

Ok. Vou dar corda. Fratti, dizem as más línguas, está declarando quase 100 % no cartorio dele. Pq será que só agora ele vai declarar tudo? Será que ele quer pegar o 6 de protesto da capital limpinho, pra não tomarem dele? Falar no JC Fratti, notícias dele? O cartório vai ser dele BOÇALlar?

Anônimo disse...

Dona Bonita. O Fabio Camargo, deputado estadual, é mesmo dono de casas de diversão de luxo em Curitiba? Ele é filho do desembargador Clayton Camargo, que espancou (dizem) a mulher dentro do TJ e não deu em nada. Alem disso, o pai do Clayton foi presidente do TJ e o irmão é o Cresus, ex dono de bingo, investigado no TRF e cartorario em Curitiba. Ah, o Cresus vendeu um ótimo terreno pra SANEPAR... Mentira, não vendeu, foi desapropriado... Só para constar, Fabinho é, segundo a opinião popular, o maior cheirador de farinha da capital, ganha até do carreirinha. Só umaultima noticia da família camargo: só faltam babar!

Anônimo disse...

Fabinho Camargo... O que mais me impressiona é que a candidatura federal não faz sucesso no PR. Por quê? Porque fora daqui são todos um bando de merdas que nem roubar sabem... Querem ficar aqui, neste estado atípico e dominado por eles. Querem ficar aqui, dominando aqueles que não têm a educação que deveriam receber dos eleitos. Ficam aqui, sobressaindo a esta multidão de idiotas, como eu, que nada fazem. Revoltante o isolamento e a fama do Paraná no Brasil. Somos os bobos, mas o pior do que ser bobo é achar bonito ser bobo.

Anônimo disse...

Olá Tia. Só para dar um ôi. Bom final de semana!

Anônimo disse...

Titia, desculpe-me antecipadamente se eu estiver equivocado. Quando estudava aprendi que Doutor é um título que deve ser utilizado antes do nome ou sobrenome, quando desejamos nos referir ou chamar alguém que possui curso de doutorado. E, curso de doutorado não é somente conclusão de curso superior. Porém, no jargão popular, existe também, apesar de meio fora de moda hoje mas que já foi muito utilizada em anos passados, a denominação de Dotor, que igualmente como Coroné ou Coroner é utilizado para se referir ou chamar alguém com poder de "mando" e prepotência em locais distantes e interioranos, bem como aqueles que gostam de "se aparecer" ou necessitam sempre demonstrar uma superioridade irreal, para inflar seus egos. Tanto Doutor quanto Dotor, que possuem significados bem diferentes, sendo que o último é um termo até bem pejorativo e debochado, podem ser abreviados como Dr.
Então concluo que, se todos os integrantes da nova chapa da ANOREG-Pr., utilizam a abreviatura Dr. antes dos seus nomes, cada um deles deve saber exatamente em qual das categorias acima citadas se enquadra.
E se o chapéu serviu a algum deles, bom uso...

Anônimo disse...

Mais um causo curioso , este ocorrido há uns dois ou três anos atrás, em uma das reuniões de classe, no período em que o Vavazinho, aquele que dizem ser da Vavatur$s, estava legalmente participando da Anoreg, e também de lambuja, era convidado para participar de quase todas as associações de classe, bem como de todas as comissões existentes. Aliás, o homem era considerado pelos seus demais colegas de serviço como "o talento",ou seja, quase tudo que ele dizia era considerado "lindo", "sábio", e se fosse um pouco fora da realidade dizia-se que era porque seu pensamento já "estava mais além do que o Q.I. dos pobres mortais podia compreender". Feitas estas explicações iniciais, em uma das reuniões, na qual participavam especialmente registradores civis, a maioria de Curitiba e Região, é feita uma grande descoberta, depois confirmada nas reuniões sub-sequentes, e que felizmente devem constar em ata, pois é inacreditável.
Eis a descoberta: " Vavazinho no fundo é comunista ferrenho, pelo menos quando lhe convém ser. Se Fidel Castro o descobre no arroubo de um de seus discursos vai querer levá-lo para Cuba. Sim, tanto quanto Fidel, Vavazinho gosta de pedir a palavra e falar, falar, falar. Acho que se espelha nele para isto. "
-segue-

Anônimo disse...

-continuação-
E a prova disto é que, ele defendia com unhas e dentes, estando designado no Pinheirinho, (que era um Cartório sem grande tradição em Registro Civil, mas com considerável movimento no Tabelionato de Notas) ,que era injusto alguns cartórios de Registro Civil terem mais movimento que outros, e consequentemente maior arrecadação, visto que estava se empenhando e muito (conseguiu- até que este reajuste foi correto, não posso mentir) reajustar os repasses para ressarcimento de atos gratuitos. Assim sendo, defendia implacavelmente que todos os Cartórios de Registro Civil teriam que ter movimentos similares, e como resultado arrecadações iguais. Desta forma, quem tinha maior movimento no Registro Civil, teria que abrir mão de seus clientes, para enviá-los(obrigatoriamente) aos demais Cartórios que não tinham quase nenhum movimento. Falava que isto é companheirismo. Isto é modernidade. Todos ganharem igual.Tanto fez que conseguiu apoio não só dos colegas, mas também de membros do judiciário e zoneou a Cidade através de mapeamento feito pelo Ippuc (órgão da Prefeitura Municipal) em Distritos Judiciários, que até esta data existiam somente ficticiamente,pois não eram demarcados, e assim sendo, nunca houve obrigatoriedade da observância de jusrisdição, fato este de pleno conhecimento dos Registradores Civis, bem como dos Juízes Corregedores que passaram pela Vara de Registros Públicos da Comarca. E daí, graças a seu empenho em prol do retorno das idéias comunistas no Brasil, conseguiu seu intuito.
-segue-

Anônimo disse...

-continuação-
Hoje, o usuário dos serviços de Registro Civil, já acostumado a escolher em qual Cartório queria praticar seus atos, está impossibilitado de fazê-lo. Diz Alvaro que é a correta aplicação da Lei. A Lei fala em lugar no tocante a nascimentos e óbitos, porém, alguém pode conceituar o que é lugar? Se é Distrito, Município, Comarca, sei lá? É um têrmo muito amplo, e por interpretações conciliadas com usos e costumes sempre foi entendido como Comarca, no intuito de favorecer as partes. "
E ASSIM VAVAZINHO, AQUELE QUE DIZEM SER DA VAVATUR$S EM SUA PASSAGEM PELAS ENTIDADES DE CLASSE CONSEGUIU IMPLANTAR SUA SEMENTE COMUNISTA NO JUDICIÁRIO E NOS SERVIÇOS REGISTRAIS EXTRA-JUDICIAIS.
Não me chamem de maldoso se eu disser que subiu e muito a arrecadação do Registro Civil do Pinheirinho. Isto não é maldade, mas sim, justiça social, divisão igual de renda para todos, sempre confirmou Vavazinho.
E fica a indagação: Porque as pessoas preferiam procurar alguns Cartórios quando podiam escolher, e não procuravam outros, já que nascimento e óbito são gratuitos, e os demais atos de Registro Civil Tabelados? Não sei responder, mas segundo Alvaro, nada tem a ver com bom atendimento, qualificação de funcionários, agilidade, credibilidade, etc...
Para explicar de outra forma, só se voltarmos a nos exemplar em Cuba, e pensarmos que os Cartórios que eram mais procurados para a pratica de Registro Civil contratavam "santeros" da terra de Fidel para fazer rezas para atrair clientes.....Alguém concorda ou discorda??????
SERÁ QUE VAVAZINHO EM SUA PASSAGEM PELA ANOREG E OUTROS ÓRGÃOS DE CLASSE NÃO TEVE TEMPO TAMBÉM DE CRIAR UM MÉTODO DE DISTRIBUIÇÃO DE ATOS DO TABELIONATO DE NOTAS?
Alguém pensou outra coisa???????
Não vão dizer que o Tabelionato de Notas não precisaria também de igualdade para todos.
Como já ouvi dizer: O COMUNISMO INICIOU A PARTIR DE UMA IDÉIA MUITO BONITA DE IGUALDADE E JUSTIÇA SOCIAL, MAS INFELIZMENTE FOI DETURPADO POR AQUELES QUE DETIVERAM O PODER.
Sou e sempre serei a favor da igualdade e da justiça social , e também da democracia e da liberdade de escolha, mas lembrando que devem ser respeitados os direitos de cada um, e para este respeito existir, uma pessoa não pode sobrepujar seus interesses pessoais acima dos interesses da coletividade.
E VIVA FIDEL!!!!

Anônimo disse...

TIA- SABE QUE UM DOS OBJETIVOS DAS PRIMEIRAS REUNIÕES DA ASSEJEPAR ERA DE CRIAR UM SINDICATO, NAQUELA ÉPOCA PALAVRA ASSUSTADORA, QUE CAUSAVA MEDO POIS A DITADURA MILITAR AINDA IMPERAVA EM NOSSO PAIS. E TAMBÉM A CRIAÇÃO DA CARREIRA DO SERVENTUÁRIO, OU SEJA,NA VACANCIA DO CARTORIO,PODERIA ASSUMI-LO O OFICIAL MAIOR. A HIERARQUIA ERA ASSIM:O TITULAR, O OFICIAL MAIOR, OS ESCREVENTES JURAMENTADOS E OS AUXILIARES EM GERAL. OUTRA PREOCUPAÇÃO MUITO GRANDE ERA COM AS VIUVAS DOS CARTORÁRIOS. QUE FOSSE CRIADO PARA ELAS E PARA OS FILHOS MENORES UM FUNDO DE AUXILIO. TUDO ISTO HOJE É REALIDADE, MAS PELO QUE VEJO, NÃO FUNCIONA COMO OS PRIMEIROS SONHARAM..........

Anônimo disse...

Olá titia - estou desejando um domingo maravilhoso para a senhora e sua família. Um abraço.-

Anônimo disse...

COMUNISTA CONVICTO -ESTA PERSONALIDADE QUE VAVAZINHO DEIXA AFLORAR QUANDO CONVÉM EU NÃO CONHECIA. SEGUIDOR DE FIDEL CASTRO? TUDO PELO SOCIAL? DIREITOS IGUAIS? PREOCUPAÇÃO COM OS MENOS FAVORECIDOS?
PELA QUE PARA ELE OS MENOS FAVORECIDOS SÃO AQUELES QUE JÁ TEM UMA MONTANHA DE DINHEIRO, MAS QUE NÃO PODEM VER ALGUÉM TER UM POUQUINHO QUE QUERER MAIS PARA ELES, PARA FICAREM CADA VEZ MAIS FAVORECIDOS.
MAS O DISCURSO DESTE PERSONAGEM COMUNISTA DE VAVAZINHO DEVE SER INTERESSANTE, TANTO QUANTO OS INFINDÁVEIS DE FIDEL.
E TANTO QUANTO FIDEL, ELE DEVE SER COMPLETAMENTE A FAVOR DA LIBERDADE DE OPINIÃO... DESDE QUE A OPINIÃO SEJA FAVORÁVEL A ELE...
QUE TAL SUGERIRMOS QUE A VAVATUR$S ATRAVÉS DO PRÓPRIO VAVAZINHO ORGANIZE UMA LONGA EXCURSÃO PELA PRÓPRIA CUBA, E MAIS CHINA, LAOS, COREIA DO NORTE E VIETNÃ, CLARO QUE LEVANDO JUNTO SEUS AMIGUINHOS DE ESTIMAÇÃO. E PARA FICAR MAIS EMOCIONANTE A TURNÊ PASSARÁ TAMBÉM PELA FAIXA DE GAZA E DEPOIS PELOS CAMPOS DE REFUGIADOS PRÓXIMOS A RUANDA, CHADE , SUDÃO, ETC.
ESTA VISÃO DE REALIDADE SERÁ MUITO OPORTUNA PARA TODOS.

Anônimo disse...

TIA- NADA PESSOAL CONTRA PORTUGAIS E BACELLARES, MAS TENHO CURIOSIDADE DE SABER A SAGA DESTAS FAMÍLIAS, VISTO QUE, NÃO SEI SE POR GENÉTICA OU APADRINHAMENTO (ACHO A SEGUNDA HIPÓTESE A MAIS PROVÁVEL) MUITOS DE SEUS INTEGRANTES FORAM OU SÃO LIGADOS A REA JURÍDICA E AO JUDICIÁRIO. DENTRE OUTROS LUGARES, O PRÓPRIO TRIBUNAL É CHEIO DE PLAQUINHAS COM OS NOMES PORTUGAL E BACELLAR. A TIA OU ALGUÉM SABE ALGO PARA CONTAR?

Anônimo disse...

E quando ao nosso ilustre Corregedor-Geral da Justiça rejuvenecido? Continua no cargo até o data de seu novo aniversário? Tem a possibilidade dele lembrar-se agora que verdade em seus documentos não era só o mês que estava antecipado, mas também o ano, e pleitear nova retificação? Afinal, se passou a do mês, quem sabe agora tentar fazer passar a do ano? Não seria o coroamento perfeito para esta gestão em nosso judiciário?

E agora uma perguntinha , apesar que que modestamente me considero muito mais bonito, atlético, inteligente e disporto que o Walde. Posso aumentar minha idade somente para receber os benefícios da aposentadoria antecipadamente e curtir a vida antes da velhice chegar?
Ou estas retificações simplificadas e rápidas só servem para diminuir a idade?

Anônimo disse...

e dai tia? conseguiu aproveitar este fim de semana para descansar?

Anônimo disse...

ei tia, lembrei de uma coisa. foi falado de sindicatos, que agora existem, tanto patronal, quanto de funcionários. porém, alguém aí pode me dizer se já foi chamado ou soube de alguma reunião no sindicato dos funcionários? eu nunca soube para que aquilo funciona, só que é descontado um dia de serviço por ano, a contribuição sindical, e as rescisões de quem é clt é assinada lá quando a pessoa tem mais de 1 ano de serviço. não sei nem quem é presidente, ou quando teve a última eleição e quando terá a próxima. se alguém aí faz parte do sindicato dos funcionários ou sabe informar algo, conta aí.

Anônimo disse...

Quão Culpado é o Cartorário que Alterou a Data de Nascimento do Corregedor?

Voltando a este fato que ainda não foi explorado o suficiente neste blog, como meio de puxar de vez o tijolinho que mantém ainda em pé, a pirâmide de Queops, na Praça Nossa Senhora de Salete, o formoso TJ.

Haveriam de surgir articulações de ideias suficientes para que fosse proposta mais uma ação contra as barbaridades cometidas na Justiça do Paraná, (Imperialista, Coronelista, Corporativista, Vexatória e Sem Vergonha).

No código de processo encontra-se o número de pessoas para a caracterização do crime de FORMAÇÃO DE QUADRILHA. Inclusive o de uso da função e do cargo ocupado para gozar de beneficio próprio, peculato. Sem mencionar a pressão ao cartorário, salvo se caso ultimo este seja inocente. Entretanto reuniram-se, amigos do rei, membros do mp, colegas da magistratura, assessores e o cartorário.

Quão medrosos são os cartorários diante dos magistrados? Se a tecnologia evoluir poder-se-ia sentir o pesado aroma de fezes numa comunicação de alta tecnologia. Procede este temor? Nos foi falado recentemente neste forum de discussão que reles funcionários da vrp, utilizam-se do jargão “AQUI É DA CORREGEDORIA”, pobres mentirosos...

Por que ainda um cartorário não se revolta em atos de insubordinação, fortes o suficiente para alertar a sociedade sobre estas mazelas e procelas da nossa JUSTIÇA? Como aquele que pos um juizeco para correr do seu cartório. (e como correu...)

Está na hora de surgir a campanha DIÁRIOS SECRETOS II, somente com os fatos do judiciário, gostaria de ver os mesmos cargos sendo colocados à disposição, ou pelo menos sendo exigido que fossem colocados.

Imaginem se os bons juizes acoassem os péssimos magistrados? Lamentamos não haver partidos, ao menos declarados, no judiciário, onde um partideco pudesse pedir que o presidente, o vice, se afastassem, o corregedor e demais integrantes da mesa diretora. Com a ciência da SOCIEDADE.

Seria melhor que assistir a casa dos artistas e ver quem seriam eliminados da casa, um por merecimento (ou não) e outro por antiguidade.

Voltando ao título, se o cartorário não teve culpa, ele deveria ter chamado a policia e a imprensa.